Vídeo Instalação no Cemuni5

cartaz

Vídeo Instalação Pan-Óptico exibe produção de estudantes da Ufes e traz reflexões sobre as múltiplas dimensões do vídeo.
Houve quem dissesse que o vídeo deveria ser pensado como imagem ou dispositivo, ou uma forma que necessariamente não existisse. Philipe Dubois, em seu livro referência Cinema, vídeo, Godard, afirma que o vídeo deve ser pensado não como um objeto e sim como um estado, uma forma que pensa e tem sentido próprio. Foi a partir dessas reflexões que os estudantes de Comunicação Social da Ufes conceberam a Vídeo-Instalação Pan-Óptico, uma reflexão sobre o real significado do vídeo e suas implicações como arte.

A instalação exibe produções em vídeo realizadas a partir do olhar de cada estudante da disciplina As múltiplas dimensões do vídeo, ministrada pelo professor Cleber Carminati. Desse modo, traz a tona a discussão sobre as novas mídias digitais e a subjetividade contemporânea. No processo de captura das imagens utilizou-se desde o velho formato VHS até às modernas e câmeras de celular de baixa resolução.A programação conta com 34 vídeos realizados individualmente ou em grupo. Entre eles, destacam-se Auto Vitrato de Maria Inez Dieuzeide de Você Viu Algum Negro Por Aí? De Alex Andrade, selecionados para a mostra competitiva do 14º Vitória Cine Vídeo. Como aperitivo, a vídeo instalação performática Detrás da Porta, de Maria Inês Dieuzeide, Regina Trindade e Gisele Pereira.A mostra, que acontece hoje (sexta-feira, 30/11), a partir das 18h no Cemuni V, no Campus de Goiabeiras, fecha a programação do V Fórum de Comunicação (FOCO), que neste ano discute Mídia e Subjetividade.

Continuar lendo

Anúncios